D. Juarez Souza e Silva e Arautos do Evangelho: imprecisões e inverdades.

bispo-paraiba-juarez-souza-silva

Les Chouettes

As chouettes cantam nas noites enluaradas. Mal agouro… São essas aves, em minha África, símbolo do demônio, símbolo de divisão. Só enxergam a noite e quando nasce a luz do sol, são cegas. Triste simbolismo! Elas são sinais de maldade, divisão, calúnia. São portadores de espíritos maus que querem fazer prevalecer  a mentira. Quando aparecem sobre alguma choupana a alma se petrifica… São tradições de minha África.

***

Ao entrar, no ciber, na internet novamente em minha tela, nas busca papado,  a igreja e mundo, senti muita tristeza. Parece que as chouettes andam soltas fazendo das suas. Até mesmo o Papa Francisco pediu que se rezasse o terço nesse mês de outubro, para afastar do poder do  diabo o espírito de divisão, que paira em nossa Igreja…

***

Só posso entender esses ataques como coisa do maligno. Surpresa e má surpresa, quando em minha pesquisas encontrei que o senhor bispo de Parnaíba, uma diocese de um estado brasileiro, chamado Piauí, cujo sertão é tão parecido com minhas terras. Ele, Dom Juarez Souza da Silva e seu antecessor o bispo, cujo nome já me esqueci, saíram com um documento contra os Arautos do Evangelho. Chamado-os nada mais, nada menos que não-católicos. A tristeza tomou conta de minha alma. Por quê? Porque o senhor bispo ficou com tanta raiva dos missionários que estavam visitando amigos na sua diocese. E saiu com uma nota tão pouco pastoral, tão pouco dialogal, tão contrária aos ensinamentos do Papa Francisco, que assusta. Peço a Mãe da África que  tenha pena de todos nós, e dos nossos queridos Arautos do Evangelho. Acabou meu crédito… Vou tentar deixar abaixo o comunicado defesa dos Arautos, tão sereno e tão respeitoso… Espero que eu consiga faze-lo!

Direitos autorais creditado à Gaudium Press

OS ARAUTOS DO EVANGELHO RESPONDEM 


À NOTA DA DIOCESE DE PARNAÍBA E ESCLARECEM OS FIÉIS

Os Arautos do Evangelho tomaram conhecimento de uma “Nota de esclarecimento” da Diocese de Parnaíba, datada de 26 de setembro, assinada por S. Ex.ª Revma. D. Juarez Sousa da Silva. Pelo teor da nota, percebe-se claramente que foi motivada por informações erradas ou equivocadas.
O assunto já foi devidamente esclarecido em carta de 29 de Setembro, Dia dos Santos Arcanjos, dirigida à S. Ex.ª, D. Juarez Sousa da Silva, em espírito de comunhão eclesial e de diálogo, desfazendo todos os equívocos e mal entendidos.
Porém, uma vez que a nota foi amplamente difundida pelas redes sociais, é necessário esclarecer também ao público em geral. Assim, procura-se evitar a dedução de que houve má fé ou indução ao erro por parte desta Associação, e corrige-se a difamação da sua imagem e a de seus membros. Portanto, com o intuito de fazer prevalecer a verdade, fazemos notar ao querido povo fiel de Parnaíba, que:
1. Os Arautos do Evangelho são uma Associação Internacional Privada de Fiéis de Direito Pontifício, aprovada por S. João Paulo II, em 22 de fevereiro de 2001. Em 2005 foi fundado o seu ramo sacerdotal, e o Santo Padre Bento XVI, em 2009, aprovou a Sociedade Clerical de Vida Apostólica de Direito Pontifício Virgo Flos Carmeli e a Sociedade feminina de Vida Apostólica Regina Virginum. Portanto, pela graça de Deus temos comunhão com toda a Igreja, que é Una, Santa, Católica e Apostólica e, em consequência, com a Igreja Particular de Parnaíba;

2. Na querida diocese de Parnaíba não temos nenhuma Comunidade erigida, tampouco atividade de caráter público, como Missas ou os demais sacramentos;
3. Os Arautos do Evangelho, como as demais Associações Católicas ou civis, apenas visitam privadamente os seus membros, Associados, Cooperadores ou solidários, além dos assinantes da Revista, como qualquer cidadão quem tem o direito de ir e vir, de visitar e de receber em seus domicílios e residências a quem queira.
Esta Associação certifica sua inteira comunhão com a Santa Igreja, e com esta Igreja particular de Parnaíba, colocando-se à disposição de seus Pastores.
Aproveitamos a ocasião para pedir a Nossa Senhora da Graça, padroeira desta Diocese, que faça de S. Ex.ª D. Juarez Sousa da Silva, cada vez mais, imagem do Bom Pastor que dá a vida por suas ovelhas, e desejamos aos fiéis e a todos os homens de boa vontade da querida Parnaíba, a abundância dos dons celestiais.
São Paulo, 01 de outubro de 2018.

Memória de Santa Teresinha do Menino Jesus.
Departamento de Imprensa

 

Diocese de Parnaíba

Bispo coajutor D. Juarez Souza da Silva

Emérito Dom Alfredo Schaffler

Piauí

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “D. Juarez Souza e Silva e Arautos do Evangelho: imprecisões e inverdades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s